Porque as comunicações sérias geralmente não falam sobre tesouros ocultos ou heranças ignoradas?

O espírito que deixou a vida carnal e tem possibilidades de se expressar em nosso mundo por merecimento dele próprio ou de um familiar geralmente já descobriu o verdadeiro tesouro entre os bens que o “ladrão não rouba e a traça não corrói”. Outras vezes lhe é imposto, pelos espíritos superiores que patrocinam seu intermédio com o plano físico, transmitirem apenas o essencial ao bom ânimo dos entes que receberão sua mensagem (como as comunicações que Chico Xavier transmitia). Isso, porém não elimina a possibilidade de um espírito tratar de assuntos de negócios se eles visam amenizar a dor, por exemplo, quando se desencarna deixando a família em penúria e sabendo ter deixado dinheiro escondido em um local ou em uma conta, o espírito pode fazer grande esforço para conseguir transmitir essa informação aos que lhe eram caros, às vezes sem intermédio de um médium, durante o sono.

Outro ponto a se considerar é que comunicações frívolas ou que agucem a avareza ou ambição de homens geralmente são transmitida por espíritos inferiores, que buscam muito mais se divertirem com a credulidade alheia do que realmente informar.

Veja o que diz Kardec no capítuo 26 do livro dos médiuns.
30. Os Espíritos podem indicar-nos tesouros ocultos?
— Os Espíritos superiores não se ocupam dessas coisas, mas os brincalhões muitas vezes indicam tesouros inexistentes ou podem ainda indicar um lugar enquanto o tesouro se encontra em outro. E isso tem a sua utilidade, por mostrar que a verdadeira fortuna está no trabalho. Se a Providência destina riquezas ocultas a alguém, essa pessoa as encontrará naturalmente e não de outra maneira.
31. Que pensar da crença nos Espíritos guardiões de tesouros ocultos?
— Os Espíritos ainda não desmaterializados se apegam às coisas.Os avarentos que ocultaram seus tesouros podem ainda vigiá-los e guardá-los depois da morte. A perplexidade em que caem ao vê-los roubados é um dos seus castigos, até que compreendam a inutilidade dos mesmos para eles. Mas existem também os Espíritos da terra, encarregados de lhe dirigir as transformações interiores, e que, por alegoria, foram transformados em guardas das riquezas naturais.
Observação – A questão dos tesouros ocultos é do mesmo gênero da questão das heranças ignoradas. Bem louco seria aquele que contasse com as pretensas revelações que lhe podem fazer os malandros do mundo invisível. Já dissemos que quando os Espíritos querem ou podem fazer dessas revelações às fazem espontaneamente, não precisando de médiuns para isso. Eis aqui um exemplo:
Uma senhora perdera o marido após trinta anos de casamento e estava ameaçada de ser expulsa de sua residência, sem nenhum recurso pelos enteados, para os quais havia sido uma segunda mãe. Seu desespero chegara ao auge e uma noite o marido lhe apareceu e a convidou a segui-lo até o seu escritório. Lá lhe mostrou a sua escrivaninha, que ainda estava selada, e provocando um efeito de segunda vista lhe fez ver no seu interior. Indicou-lhe uma gaveta secreta, que ela não conhecia, explicando-lhe o seu mecanismo e acrescentou: “Eu previ o que está acontecendo e quis assegurar a tua sorte; nessa gaveta estão as minhas últimas disposições; deixei-te o usufruto desta casa e uma renda de…” Depois desapareceu. No dia de tirar os selos judiciais ninguém pôde abrir a gaveta. A senhora então contou o que lhe havia acontecido. Abriu a gaveta, seguindo as instruções do marido, e lá encontraram o testamento conforme o que lhe havia sido anunciado.

Fonte:Espiritismo BR

Anúncios
Esse post foi publicado em Artigos e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe-nos sua opinião, pois é muito importante para nós!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s