Reforma Íntima

O que é reforma íntima?

Primeiramente, o que quer dizer “reforma”? Reforma é o ato de mudar, transformar. Já o termo íntimo, quer dizer interior. Então, reforma íntima nada mais é do que, uma transformação interior.

Portanto, é o esforço que o ser humano faz para melhorar-se moralmente e evoluir. É esforçar-se para fazer uma faxina interior, varrendo todo o lixo ruim, ou seja, todo e qualquer sentimento ruim que existe dentro de si, como: comodismo, inveja, maledicência (falar mal do outro), ira, ódio, vingança, ingratidão, queixas, enfim, toda a maldade que existe dentro de nós, e transformar tudo isso em sentimento bom. Pois, além de serem ruins, esses sentimentos nos fazem muito mal, e até mesmo nos trazem muitas doenças (dores de cabeças e dores no corpo, aparentemente inexplicáveis). São as chamadas doenças psicossomáticas. As doenças psicossomáticas são aquelas criadas por nossa mente. Primeiro a doença surge na mente e, depois, manifesta-se em nosso corpo físico.

É certo que todo ser humano precisa evoluir, pois, não pode ficar estagnado, ou seja, parado. A reforma íntima é essa mudança constante, que nos faz evoluir, para nos tornar pessoas melhores.

Nós somos o que pensamos e o que sentimos. O que nós pensamos, nós atraímos. Portanto, se tivermos pensamentos bons, vamos atrair para nós mais energias boas, sentiremos mais disposição para curtir nossa família, para trabalhar. Já se cultivamos pensamentos ruins, atraímos para nós somente discórdias, tristezas, indisposições, além de pessoas ruins.

Portanto, precisamos vigiar nossos atos e comportamentos constantemente. Não podemos estar contentes no amanhã, com o que somos hoje, temos que acordar no dia seguinte com a intenção sincera de sermos melhores do que fomos ontem.

Para isso, precisamos olhar para nós mesmos, procurar nos conhecer melhor, pois, só assim, saberemos reconhecer onde estamos errando, ou o que está faltando para que eu seja um ser humano melhor, para que eu possa melhorar no meu trabalho, com minha família, com meus amigos, com o meu semelhante.

Vejamos bem: Todos nós temos problemas e, buscamos a solução mágica para nossos problemas, mas não podemos esquecer que são os nossos problemas que nos fazem evoluir. Às vezes podemos até pensar que nossos problemas e sofrimentos são punição de Deus. Ora, Deus não nos pune, pois, Ele é infinitamente bom e misericordioso. Os nossos problemas e sofrimentos são provações que Deus se utiliza para nossa evolução moral e espiritual.

Alguns já devem ter ouvido falar em provas e expiações.

AS PROVAS são os desafios da vida que nos fazem crescer espiritualmente, nos dando a oportunidade da evolução espiritual e moral.

As provas nos impulsionam para o progresso. Dessa forma, não seria diferente com os nossos sentimentos. Qual seria a validade do perdão se não existisse a ofensa? Muito fácil seria somente amar aquele que nos ama. Qual seria então, a vitória em amar somente quem nos ama?

Já AS EXPIAÇÕES são os resgates dos nossos passados de erros, da nossa má conduta, dos prejuízos que acarretamos aos outros e a nós mesmos.

E, que é minimizado pela infinita bondade de Deus, que nos dá a chance de reparar esses erros de uma forma que podemos suportar. Portanto, nem pense que sua cruz é maior e mais pesada, pois, ela é, na verdade, do tamanho de suas próprias forças.

As provas são, portanto, os desafios do aprimoramento dos nossos sentimentos, a limpeza espiritual seguindo o caminho da reforma íntima.

Devemos então ter fé, confiar nos desígnios do Pai, entender as suas Leis e nos submeter a elas com resignação ativa. Dessa maneira compreenderemos todas as dores, tendo a certeza de que, pela misericórdia Divina, fomos poupados de sofrimentos maiores.

A reforma íntima começa em você. É você quem tem que se transformar. Ninguém fará isso por você. Portanto, não devemos nos acomodar.

Mas, por que fazermos essa reforma íntima?

Porque, ao cultivarmos pensamentos bons, como a bondade, o amor, a caridade, o carinho, a coragem, a gratidão, estaremos evoluindo moralmente e espiritualmente, pois, esses sentimentos bons são os remédios para todo e qualquer sofrimento, é a chave para atingirmos a paz interior e, consequentemente, a felicidade exterior.

Quando você faz essa mudança dentro de você, tudo a sua volta muda, as pessoas mudam, pois, o mundo começa a mudar a partir de você. Essas mudanças vão se refletir nos nossos relacionamentos familiares, com os colegas de trabalho, com os nossos amigos.

Lapidar os próprios sentimentos é tarefa árdua, por isso é demorado e delicado o processo para se fazer a reforma íntima. Necessita-se de muita determinação, paciência, tolerância, desprendimentos, perdão e acima de tudo, AMOR.

Ao iniciar o processo de reforma íntima, o indivíduo começa a compreender também seu semelhante, avaliar suas ações e reações.

E como fazer essa reforma íntima?

Primeiro: CONHECER A SI MESMO: a pessoa tem que estar realmente motivada a se conhecer, admitindo seus erros, mesmo que só para si mesmo, mas, precisa ter determinação. Tem que fazer uma autocrítica.

Segundo: Aprender e aplicar no seu dia a dia, na essência, o maior ensinamento de Jesus: “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo”.  Esse princípio manda que ajamos com o outro, como gostaríamos que agissem conosco. É respeitar os direitos de cada indivíduo, como cada um deseja que se respeite os seus, é passar a respeitar a sua família, amigos, as regras impostas para se viver bem em sociedade.

 

META DA REFORMA ÍNTIMA: é fortalecer sua fé e o amor, a busca incessante do perdão, o cultivo de sentimentos bons.

 

BASE FUNDAMENTAL PARA A REFORMA ÍNTIMA: seguir o maior mandamento de Jesus: ”Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo”.

Heloiza Beth Macedo Delgado

Palestra proferida no Centro de Estudos Espíritas Allan Kardec, em Birigui, em 21 de março de 2010, às 15h00

Anúncios
Esse post foi publicado em Artigos. Bookmark o link permanente.

Deixe-nos sua opinião, pois é muito importante para nós!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s