PRETO VELHO, ÍNDIOS E CABOCLOS NA VISÃO ESPÍRITA

Pretos velhos, índios e caboclos são realmente como se apresentam?

Therezinha Oliveira – Uma vez desencarnado, o espírito não mais pertence a qualquer das raças humanas terrenas. Não tendo mais corpo físico, o espírito não é amarelo nem negro ou branco. O espírito poderá apresentar em seu perispírito (corpo espiritual) características de alguma raça, se ainda se sentir assim, ou assim se mentalizar.

Devemos acolhê-los ou não em nossas reuniões mediúnicas?
Therezinha Oliveira – Devemos acolher fraternalmente, sem qualquer intolerância ou preconceito, todos os espíritos manifestantes, porque é com a permissão de lei divinas que eles vêm às nossas reuniões.Analisemos, porém, sua natureza e o conteúdo de suas comunicações, como devemos fazer com qualquer espírito que entre nós se manifeste. Pois, esses espíritos, para se comunicarem mediunicamente, não precisariam usar de um linguajar estranho aos médiuns e aos participantes da reunião.

Como atendê-los?
Resp.: 1) Se o espírito adota essa aparência ou linguajar momentaneamente, porque assim era conhecido na existência terrena e que comprovar sua individualidade?
A manifestação estará justificada, caso haja quem o possa reconhecer e identificar.

2) Se o espírito se apresenta desse modo porque ainda se sente nas condições em que vivia na sua última encarnação?
Procurar ajudá-lo a se liberar desse indesejável condicionamento:
– esclarecê-lo quanto à sua real natureza de espírito;
– lembrar-lhe que já teve muitas outras existências e em diferentes condições e, portanto, tem um patrimônio espiritual mais amplo;
– mostrar-lhe que não precisa ficar fixado nas condições da existência que findou e que na vida espiritual pode continuar progredindo (inclusive no modo falar).

3) Se o espírito diz que se apresenta assim, porque essa encarnação lhe foi muito grata por lhe haver permitido adquirir virtudes, especialmente e humildade (por não se rebelar nem odiar ante o domínio injusto que sofreu), e o deseja exemplificar?
Dizer que entendemos o seu propósito mas que a humildade não consiste em aparências exteriores nem em atitudes servis; ser humilde é não se considerar melhor ou mais merecedor que os outros, não se colocar jamais acima de ninguém.

4) Se o espírito finge essa aparência e linguajar com o objetivo de nos iludir e perturbar?
Advertir, alertar para a responsabilidade pelos seus atos;
Se não atender, usar de firmeza para que se afaste, rogando, se necessário, o amparo dos dirigentes espirituais.

Por que há tantos espíritos que se apresentam dessa maneira no Brasil?
Therezinha Oliveira- Pretos-velhos, índios e caboclos são figuras apreciadas na cultura popular brasileira e a Umbanda, em que a manifestação de espíritos que assim se apresentam é bem aceita e até estimulada, mais incentivou a crença neles. Muitas pessoas supõem que pretos-velhos, índios e caboclos sejam inferiores e estejam, ainda, numa condição de serviçais, para lhes atenderem aos pedidos. Outras acreditam que eles tenham poderes misteriosos, capazes de resolver de modo mágico os problemas dos consulentes. Parecem, também, julgá-los venais, já que aceitariam agir em troca de algum “pagamento” ou compensação. Evocação por rituais específicos convidam e condicionam certos espíritos a se apresentarem como preto-velhos, índios ou caboclos. E muitos espíritos, às vezes até os benévolos, assumem essa aparência porque sabem que, assim, as pessoas do meio em que se vão manifestar aceitarão mais facilmente a sua presença e mensagem.Se não oferecermos esse condicionamento, muitos espíritos deixarão de se apresentar assim, passando a se comunicarem em seu modo próprio e natural.

Divaldo Franco disse: “…Muitos acham que os pretos-velhos são mais fortes. Acreditam que as coisas que os guias não fazem eles fazem. Quer dizer que nós deixamos para eles a tarefa do lixo? E existe lixo no mundo espiritual?…….”

Não seria para comprovar a identidade deles que falam assim?
Therezinha Oliveira- Estudiosos da cultura africana, indígena e cabocla, analisando-lhes a linguagem, usada quando se comunicam nas reuniões mediúnicas, tiram alertadoras conclusões: 1) A fala de pretos velhos não costuma corresponder aos diletos africanos, mesmo levando-se em conta a mescla com o idioma português. É mais uma algaravia (confusão de vozes) sem significado ou ligação com o que os africanos falavam;

2) Índios brasileiros não poderiam jamais se denominarem “Caboclos 7 Flexas” (não tinham noção de número além dos cinco dedos da mão, nem contavam um, dois, tres, quatro e cinco mas chê po = minha mão). Também não se denominariam “Flecha Ligeira”, “Nuvem Branca” etc., como o fazem os índios norte-americanos, os quais o cinema vulgarizou entre nós. (Mediunismo e Antroponomia, Sylvio Ourique Fragoso, Revista Internacional de Espiritismo, setembro/1981).

Um verdadeiro preto ou preta velha pode ser guia espiritual?
Therezinha Oliveira – SIM, se por suas palavras e atos mostrar que é digno desse título, que tem conhecimentos superiores para nos orientar e verdadeiro amor para nos exemplificar. NÃO, se demonstrar pouca evolução espiritual e muito apego ainda às sensações materiais (como o fumar e o beber, por exemplo).
OBSERVAÇÃO: A maioria das comunicações de pretos-velhos como guias espirituais não passa de fruto da sugestão, do animismo, fraudes e mistificações.Houve, certamente, bons espíritos que se encarnaram entre os escravos para liderarem aquele povo sofrido, de modo sábio e amoroso, durante o seu cativeiro.

Alguns deles, depois de desencarnados, talvez tenham podido voltar à retaguarda terrena, por amor aos próprio crescimento espiritual no serviço do bem.

Mas não devem ter sido muitos, pelo contrário, serão bem poucos, porque a maioria dos africanos escravos eram como nós: espíritos de mediana ou pouca evolução.
Será que, arrancados de seu país e de seu lar, privados da liberdade, agredidos cruel e impiedosamente anos a fio, foram capazes de se resignarem e sublimarem os sentimentos em relação aos seus senhores e algozes?
Pouquíssimos espíritos terão, nessas expiações e provas, triunfado desse tão duro, embora todas tenham tido ensejo de algum aprimoramento intelecto-moral. Entretanto, aí estão incontáveis espíritos de pretensos pretos e pretas-velhas, a se comunicarem e querendo assumir a posição de orientadores espirituais da humanidade, sem demonstrarem condições para tanto.

Do livro: Reuniões Mediúnicas
De: Therezinha Oliveira

Por que é que, comumente, não vemos comunicações de pretos velhos ou de caboclos, nas sessões mediúnicas espíritas? Isso se deve a algum tipo de preconceito?

J.Raul Teixeira – A expressão da pergunta está bem a calhar. Realmente, a maioria dos participantes não vê os espíritos que se comunicam, mas eles se comunicam. O Espiritismo não tem compromisso de destacar essa ou aquela entidade, em particular. Se as sessões mediúnicas espíritas são abertas para o atendimento de todo os tipos de espíritos, por que não viriam os que ainda se apresentam como preto-velhos ou novos, brancos, amarelos, vermelhos, índios, ou caboclos, e esquimós?

O que ocorre é que tais espíritos devem ajustar-se às disciplinas sugeridas pelo Espiritismo e só não as atendem quando seus médiuns, igualmente, não as aceitam.
Muitos espíritos que se mostram no além como antigos escravos africanos, ou como indígenas, falam normalmente, sem trejeitos, embora as formas externas dos perispíritos possam manter as características que eles desejam ou as quais não lograram desfazer.
Talvez muitos esperassem que esses desencarnados se expressassem de forma confusa, misturando a língua portuguesa com outros sons, expressando-se num dialeto impenetrável, carecendo de intérpretes especiais, que, na maioria parte das vezes, fazem de conta que estão entendendo tal mescla. Se o espírito fala em nagô, que seja nagô de verdade. Se se apresenta falando guarani, que seja o verdadeiro guarani. Entretanto, não sendo o idioma exato do seu passado reencarnatório, por que não falar o médium em português, pois que capta o pensamento da entidade e reveste-o com palavras?
Não há portanto, preconceito nas sessões espíritas. Entretanto, procura-se manter o respeito às entidades, à mediunidade e à Doutrina Espírita, buscando a coerência com a Verdade que já identificamos.

Do livro: Diretrizes de Segurança

Anúncios
Esse post foi publicado em Artigos. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para PRETO VELHO, ÍNDIOS E CABOCLOS NA VISÃO ESPÍRITA

  1. Wilson disse:

    Observações Espiritualistas e a Umbanda.

    1) O Espirito é o ser pensante.
    O principio da inteligência e do senso moral no ser humano esta no Espirito e não na matéria física ou matéria corporal.
    O pensamento, a vontade, o raciocínio, a inteligência, as emoções, os sentimentos, o senso moral são atributos do Espirito ou alma.
    Quem pensa e sente é o Espirito.
    A matéria não pensa e nem sente.
    O Espirito não tem cor racial, nem nacionalidade, nem idade física e nem sexo, no mundo espiritual ou extra físico os espíritos desencarnados não são nem brancos, nem negros, nem amarelos, nem mestiços, nem crianças e nem velhos ou idosos e também não são mulheres e nem homens.
    Isso são condições da vida terrena, na desencarnação os Espiritos deixam essas características físicas ou matérias e voltam a ser Espiritos livres do corpo carnal.
    Porem, os espíritos desencarnados possuem um corpo fluídico semi material chamado de perispirito ou corpo astral, esse corpo é flexível ou plasmavel a vontade do Espirito que é o ser pensante, os espíritos desencarnados podem conforme as suas condições mentais e morais tomar varias formas perispirituais, eles podem plasmar a forma fluídica de um negro, um branco, um amarelo, uma criança, um idoso, uma mulher, um homem, um militar, um medico, um índio etc…
    Portanto, no Mundo Espiritual que é o verdadeiro mundo, NÃO EXISTE RAÇAS E NEM SEXO E NEM IDADE FÍSICA.
    Essa idéia de raça superior ou raça inferior não tem fundamento racional, por que, um Espirito Superior pode se reencarnar como, negro, branco, amarelo, mestiço.
    Quando um espírito desencarnado se apresenta como preto velho ou índio ou caboclo isso é um erro, o Espirito repito não tem raça e nem cor de pele e nem nacionalidade o Espirito é Luz.
    Os espíritos desencarnados podem tomar a forma perispiritual de um caboclo, índio, preto velho, medico, professor, militar etc…
    Podemos analisar, que não existe espíritos de caboclos e pretos velhos, isso é uma condição da vida terrena, na desencarnação o Espirito deixou seu Corpo carnal e suas condições raciais e de sexo.
    A nacionalidade, a cor racial, a idade física e o sexo ficaram no plano terreno.
    O espírito desencarnado não tem corpo físico, não tendo corpo físico o espírito desencarnado não tem raça, nem cor de pele, nem idade física e nem sexo.
    Deu para entender.
    Isso que Divaldo P Franco tentou explicar.
    O Espirito desencarnado não tem raça e nem cor de pele, por que, ele não tem mais o Corpo carnal ou corpo físico.

    2) O negro só é negro pelo corpo físico.
    O branco só é branco pelo corpo físico.
    O amarelo ou mestiço só o é pelo corpo físico.
    A criança ou o idoso só o é pelo corpo físico.
    Ser mulher ou ser homem é uma condição do corpo físico.
    Deu para entender.
    O preto velho ou o caboclo ou índio só o é pelo CORPO CARNAL.
    Um negro velho ou um branco velho ou um índio ou caboclo quando desencarnam, eles deixam essas características físicas no plano material ou plano terreno.
    Espirito desencarnado não tem corpo físico.
    As características físicas e racias estão no CORPO CARNAL.
    Muitos umbandistas falam que os seus médiuns videntes conseguem ver a forma espiritual de um caboclo e de um preto velho em seus trabalhos mediúnicos.
    Eles estão vendo a forma do perispirito.
    O perispirito é um corpo fluídico plasmavel ao pensamento do Espirito que é o ser pensante.
    Os espíritos desencarnados podem conforme a sua vontade tomar formas perispirituais que eles quiserem, eles podem plasmar fluidicamente a forma de um militar, um medico, um índio, um negro, um branco, um amarelo, um preto velho ou branco velho.
    Os médiuns videntes umbandistas vêem a forma perispiritual de índios, caboclos, pretos velhões.
    No mundo espiritual ou plano astral as condições raciais e de nacionalidade e sexo deixaram de existir.
    Vamos concluir, que não existe pretos velhos e nem caboclos ou índios no plano astral.

    3) Vejamos um exemplo, um espírito teve 5 reencarnações no plano terreno, ele foi numa reencarnação negro, na outra ele foi branco, na outra ele foi amarelo, na outra ele foi mestiço e em outra reencarnação ele foi um índio.
    Perguntamos, esse espírito voltando para o mundo espiritual ele vai ser de qual raça????
    Nenhuma, não existe raças no plano espiritual.
    As condições físicas e raciais são do Corpo carnal e não do Espirito que é o ser pensante.
    Da mesma forma não existe crianças nem idosos no mundo espiritual, isso é uma condição terrena.
    Os espíritos desencarnados podem tomar formas perispirituais de pessoas brancas, pessoas negras, pessoas mestiças, de índios, de orientais e ocidentais, o perispirito é um corpo fluídico plasmavel ao pensamento e a vontade do espirito , quando um espírito se apresenta numa reunião mediúnica como preto velho ou caboclo isso é a forma perispiritual que ele tomou.
    São formas perispirituais somente isso.
    Repetimos o Espirito não tem raça, nem cor de pele e nem nacionalidade e nem sexo.

    4) Questões morais.
    Os espíritos elevados e os bons espíritos já estão com seus pensamentos e sentimentos moralmente depurados, eles não tem vícios, nem maus desejos, nem maus pensamentos, nem apegos a coisas matérias.
    Portanto, os Espiritos Elevados não vão pedir coisas matérias, como, cigarros, charutos, cachaça, velas, despachos, sacrifícios de pobres animais.
    Quem pede essas coisas são espíritos moralmente atrasados ainda apegados a matéria e aos vícios terrenos.
    Quando um espírito desencarnado se apresenta numa reunião mediúnica pedindo essas coisas matérias vamos concluir o que???
    Um Espirito Elevado um Espirito de Luz vai pedir essas coisas???
    É uma questão de usar o bom senso e a lógica.
    Eu estou apenas analisando uma questão espiritista só isso, não estou criticando ninguém.
    Como reconhecer a elevação dos espíritos desencarnados???
    Como podemos saber se um espírito que se apresenta numa reunião mediúnica é um espírito bom ou mal???
    Vejamos esses princípios.
    Uma pessoa boa, correta, honesta, digna e culta jamais vai usar uma Linguagem grosseira, agressiva, pesada, com palavrões, com palavras obscenas, falando aos gritos e de forma violenta.
    Ela terá uma Linguagem que reflete suas condições morais e intelectuais, ela terá uma Linguagem digna, correta, elevada, com palavras positivas e limpas.
    Veja a linguagem de Chico Xavier, ele usava uma Linguagem pesada, grosseira, agressiva, com palavras obscenas e ímpias???
    Claro que Não.
    Ele tinha uma Linguagem doce, meiga, suave e moralizadora.

    A Linguagem é o ponto chave.
    Os Espiritos elevados e os Bons Espiritos possuem sempre uma Linguagem digna, pura, elevada, lógica, nobre e sublime de moralidade.
    E seus Ensinamentos visam sempre a melhoria Moral e espiritual das pessoas, os Espiritos de Luz pregam sempre o Amor, a fraternidade, o respeito, a dignidade, a disciplina, a elevação moral, a ordem, as Virtudes, a caridade, eles procuram sempre moralizar, educar e disciplinar as pessoas.
    Os Espiritos Superiores e os Bons espíritos são Virtuosos em seus ensinamentos.
    Um Espirito elevado jamais vai usar uma Linguagem grosseira, agressiva, vulgar, chula, sem lógica, com palavrões e palavras obscenas.

    Os espíritos inferiores apegados a matéria e aos desejos e vícios terrenos, possuem sempre uma Linguagem que refle as paixões humanas, sua Linguagem é pesada, grosseira, vulgar, agressiva, ímpia, com palavras sujas e palavrões.
    Na Linguagem desses espíritos se reflete sentimentos impuros de ódio, raiva, desejos de vingança, rancor, cólera, racismo, querem dar ordens e serem obedecidos, eles se impõe .
    Basta avaliar o teor moral da linguagem que usam, que vamos ver o tipo moral desses espíritos.

    5) O Espirito é o ser pensante.
    Quem pensa e sente é o Espirito.
    O corpo físico ou corpo carnal não pensa e nem sente. A matéria não possui qualidades morais e nem qualidades intelectuais essas são atributos do Espirito ou alma.
    O espírito desencarnado não possui mais o corpo físico, as características físicas como, cor da pele, cor dos cabelos, cor dos olhos, a idade física e o sexo são somente do CORPO FISICO, os espíritos desencarnados não tem mais características físicas ou raciais, no mundo espiritual ou plano extra físico não existe espíritos de brancos, nem negros, nem amarelos, nem mestiços, nem crianças, nem idosos, os Espíritos são seres de Luz, seres inteligentes.
    Quando um espírito desencarnado se manifesta numa reunião mediúnica como preto velho, caboclo, índio, isso é a forma perispiritual que ele tomou, por que, para o Espirito não existe raças e nem nacionalidades e nem sexo.

    As características físicas e raciais pertence ao corpo físico.
    As características morais e intelectuais pertence ao Espírito que é o ser pensante.
    Perguntamos, os espíritos desencarnados possuem corpos físicos???
    Claro que não.
    Se eles não possuem corpos físicos, eles não possuem características físicas e nem raciais.
    Logo os espíritos desencarnados não possuem raças.
    O negro só é negro pelo corpo fisico.
    O branco só é branco pelo corpo fisico.
    O mestiço só é mestiço pelo corpo fisico.
    O amarelo só é amarelo pelo corpo fisico.
    A mulher só é mulher pelo corpo fisico.
    O homem só é homem pelo corpo fisico.
    A criança só é criança pelo corpo fisico.
    O idoso só é idoso pelo corpo fisico.

    Casos os senhores discordem tudo bem, só não precisa ficar com raiva de mim, eu só estou colocando um pensamento, somente isso, eu gosto de Estudar o Espiritismo.

    6) Questões para pensar.
    O Espírito se reencarna no mundo terra é para evoluir no campo moral e no campo intelectual pela sua luta e esforço pessoal, temos que combater as nossas imperfeições morais para podermos evoluir e crescer espiritualmente.
    Evolução espiritual é aprimoramento MORAL E INTELECTUAL.
    Temos que praticar o Bem, o amor, as virtudes, ser honesto, correto, cordial, caridoso, educado, solidário, ajudar os necessitados, amar e respeitar os animais, combater os maus pensamentos, combater os vícios e maus desejos, isso é evoluir.
    Temos que nos Espiritualizar e nos moralizar.
    Perguntamos, qual melhoria moral e espiritual uma pessoa vai ter usando charutos, cachaça, matando covardemente animais inocentes em rituais sangrentos???
    Qual melhoria moral vamos ter com essas coisas???
    Uma outra questão.
    O que vai atrair os Espíritos Superiores e os Bons Espíritos??
    Charutos, cachaça, despachos, velas, incenso, amuletos, talismã, sacrifícios de pobres animais?
    Ou são os pensamentos elevados e nobres, a prece sincera, a caridade, o amor, a elevação moral, as virtudes, a pratica das boas ações, a honestidade, a fraternidade e o respeito pelos animais????
    Pense nisso.
    Procure raciocinar.

    7) O Verdadeiro Sacrifício, não é sacrificar animais inocentes nesses rituais sangrentos e primitivos para agradar espíritos inferiores do plano astral.
    O verdadeiro sacrifício consiste em Sacrificar as nossas imperfeições morais, para podermos Evoluir espiritualmente.
    Sacrificar os maus pensamentos, sacrificar os maus desejos, sacrificar os sentimentos impuros de ódio, raiva, inveja, racismo, falsidade, desonestidade, desejos de vingança, os vícios etc…
    O Verdadeiro sacrifício é de ordem Moral.
    Esse sacrifício moral ou Depuração moral vai atrair a assistência luminosa dos Espíritos Elevados e dos Bons Espíritos.
    É disso que precisamos nos melhorar no campo moral e intelectual, ficar matando pobres animais vai trazer algum beneficio espiritual e moral para as pessoas???
    Pense nisso.

Deixe-nos sua opinião, pois é muito importante para nós!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s