ESTUPIDEZ HUMANA x RESGATE COLETIVO

ESTUPIDEZ HUMANA x RESGATE COLETIVO, por Leandro – e como as crenças religiosas podem fazer do ser humano uma pessoa fria e apática ao sofrimento humano.

Muitos flagelos são as conseqüências de sua própria imprevidência. (Livro dos Espíritos, Alan Kardec).

“Aqueles jovens não precisavam morrer como morreram.” (José Medrado).

Prezados, ontem pela manhã publiquei uma indignação minha com certos fatos da vida, pela fatalidade ocorrida em Santa Maria/RS, e muitos acharam “estranho” alguém que posta mensagens, sendo médium, ficar com esta revolta e colocar em dúvidas os desígnios do Alto. Ainda penso assim, embora mais ponderado, e acredito que a estupidez humana possa ser mais eficiente que muitas ações planejadas do Alto. Eis Jesus posto à cruz, em nome da estupidez humana – não precisaria disto para tentarmos aprender a dimensão do amor que Ele nos trouxe e sua palavra se propagar por quase 2.000 anos.

Alguns seguidores falaram de pessoas que antes atearam fogo (ainda no antigo Império Romano, nossa!) e agora sofrem por isso, coletivamente. Que crueldade! Que frieza pode ter alguém com tamanha indiferença a uma fatalidade! Sim, mortes acontecem de forma isolada, a cada segundo, ou em grupo, e fazem parte de nossa realidade, mas fatos como estes não nos podem passar sem uma explicação coerente, foge ao convencional. Os tempos em que vivemos exigem elucidações mais inteligentes – nem tudo pode ser explicado com exemplos de romances espíritas! É preciso entender o que ocorre e mais: AÇÃO . . . colocarmos tudo em prática: as regras de segurança, as exigências legais, o amor ao próximo, a empatia, o conforto a ser levado, sem julgamentos. Além da consternação pela fatalidade, fiquei pasmo com os religiosos. Detalhe: as páginas de Ateus estavam “bombando” mais solidariedade e afeto que as páginas ditas espíritas, “pois o kharma é assim e pronto! Deus quis assim! São almas com pesados resgates . . .” Pode? Nestas horas, sendo assim a explicação oferecida, prefiro estar entre os ateus, certamente.

Mas o que o ESPIRITISMO explica, por Kardec? Vamos ao Livro dos Espíritos, na seção “Flagelos Destruidores”, questão 741:

“741. E dado ao homem conjurar os flagelos que o afligem?
— Sim, em parte, mas não como geralmente se pensa. MUITOS FLAGELOS SÃO AS CONSEQÜÊNCIAS DE SUA PRÓPRIA IMPREVIDÊNCIA. À medida que ele adquire conhecimentos e experiências, pode conjurá-los, quer dizer, preveni-los, se souber pesquisar-lhes as causas. Mas entre os males que afligem a Humanidade, há os que são de natureza geral e pertencem aos desígnios da Providência. Desses, cada indivíduo recebe, em menor ou maior proporção, a parte que lhe cabe, não lhe sendo possível opor nada mais que a resignação à vontade de Deus. Mas ainda esses males são geralmente agravados pela indolência do homem.”

Assim, finalizo transcrevendo um texto de José Medrado, que além de mostrar a grandeza deste médium que muito admiro, mostra um exemplo de lucidez que devemos almejar em nossas vidas se, de fato, quisermos considerar que estamos em um plano de evolução consciencial. Dói, mas pensar é o melhor caminho. E, pensar por si mesmo, é o único caminho.

“Dizer então que não aconteceu por acaso, que aquelas pessoas que morreram seguiram o seu carma, é reducionismo que apequena o livre arbítrio, ou institui o destino como algo pré-estabelecido, o que não é verdade. A irresponsabilidade humana, aliada a negligência ceifaram aquelas vidas e por isto, sim, os responsáveis criaram um carma negativo pesado.

É preciso que se pontue que quando se fala que não foi por acaso, precisamos dizer que o regime da situação em que nos encontramos, o estado de sociedade e cultura a que estamos submetidos e participamos, aí sim gera o que nada é por acaso. Não é por acaso que uma bala perdida atinja um morador de uma comunidade violenta, o local propicia, em tese, o que não deveria, a que isto aconteça. Dessa forma, o Brasil é um país de jeitinhos, o que não se pode descartar que não estamos livres de concessões, autorizações sem critério ou sem fiscalização devida, aí é que está o que não é por acaso. Aqueles jovens não precisavam morrer como morreram.”

Finalizando: amanhã teremos uma reunião da Escola de Médiuns Ramatís pela Internet e abordaremos este assunto, dentre outros, com opção de microfone a quem quiser participar de forma colaborativa. Até amanhã.

Leandro | MenteNova.

Anúncios
Esse post foi publicado em Artigos. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para ESTUPIDEZ HUMANA x RESGATE COLETIVO

  1. Sandra Santos disse:

    Olá, fiquei sem perceber como o Espiritismo explica haver tantas pessoas estupidas, são as pessoas que escolhem vir nessa postura? E porquê que quem gosta de estar de bem com a vida e ter pensamentos positivos, atrai tanta gente estupida para a sua vida? Como é que o Espiritismo explica uma pessoa atrair tanto daquilo com que não se identifica? Obrigado muita Paz.

Deixe-nos sua opinião, pois é muito importante para nós!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s