Reforma Íntima – Parte II

Todos nós que frequentamos a casa espírita e que estudamos o espiritismo, já ouvimos falar da necessidade de fazermos a reforma íntima, de mudar nossa forma de pensar e agir para nos sentirmos melhor. É sobre isso que vamos falar hoje.

 – Vamos entender o que é reforma íntima

– Como fazer a reformar íntima

– E, por fim, por que fazer a reforma íntima, no que isso lhe beneficiará?

 

O que é reforma íntima?

 

Quando ouço falar em reforma, qual a primeira ideia que me vem à mente? Normalmente pensamos na reforma de imóvel.

E quando eu penso em reformar um imóvel, eu já tenho que ter em mente qual a melhoria ou mudança que preciso fazer, onde não está bom ou onde precisa e pode ser melhorado, embelezado, enfim, onde vou fazer a transformação.

Então, reforma é o ato de mudar, transformar.

Portanto, reforma íntima é a mudança, a transformação que faço no meu interior. E, ela se inicia exatamente da mesma forma que inicio o projeto de reforma de uma casa, ou seja, analisando o que não está bom, o que precisa ser transformado.

Ocorre que o processo de reforma íntima é muito difícil, pois, preciso fazer uma autocrítica, uma auto-avaliação do meu comportamento, das ações da minha personalidade.

Essa auto-avaliação é importante, pois precisamos saber em que grau de evolução espiritual nos encontramos, e só assim poderemos avaliar o que precisa ser transformado no meu comportamento, nas minhas ações e personalidade. Esse grau de evolução espiritual foi falado por Kardec na codificação.

Kardec, no Livro dos Espíritos, Questão n. 100 foi informado pelos espíritos da existência de uma ESCALA EVOLUTIVA

Essa escala é dividida em três categorias:

NA BASE ESTÃO OS ESPÍRITOS IMPERFEITOS, que são caracterizados assim pela predominância da matéria sobre o espírito e pela propensão ao mal. Ignorância, orgulho, egoísmo, inveja, ciúme, maledicência (falar mal do outro), comodismo, etc.

Nem todos os espíritos imperfeitos são maus, em alguns há mais leviandade, inconsequência, malícia do que maldade.

Uns não fazem nem o bem nem o mal, e por não fazerem o bem denotam sua inferioridade.

Outros, ao contrário, comprazem-se com o mal e sentem-se satisfeitos quando têm a oportunidade de praticá-lo.

 

NA SEGUNDA CATEGORIA ESTÃO OS BONS ESPÍRITOS, nestes já predominam o espírito sobre a matéria e pelo desejo do bem. Tem capacidade de fazer o bem e sentem felicidade em fazer o bem. Não os movem o orgulho, o egoísmo, nem a ambição. Não sentem ódio, rancor, inveja ou ciúme, e fazem o bem pelo bem.

 

NO TOPO TEMOS OS ESPÍRITOS PUROS, que são aqueles que já atingiram a perfeição, não têm nenhuma influência da matéria.

Apresentam absoluta superioridade moral e intelectual em relação às outras categorias de espíritos que já falamos. Esses espíritos já percorreram todos os demais graus da escalada evolutiva e se livraram das impurezas da matéria.

Atingiram o grau máximo de perfeição de que uma criatura é suscetível. E não precisam mais reencarnar.

Às vezes são chamados de anjos.

 

O processo de reforma íntima não é fácil.

 

Avaliar nossas ações, comportamentos e nossa personalidade, não é um exercício fácil, pois, não nos é interessante fazer uma autocrítica. Mas, não admitir os nossos defeitos e somente apontar com o dedo para os defeitos dos outros, isso impedirá nossa evolução moral e espiritual.

Nós somos o que pensamos e o que sentimos. O que nós pensamos, nós atraímos.

Portanto, se tivermos pensamentos bons, vamos atrair para nós mais energias boas, sentiremos mais disposição para curtir nossa família, para trabalhar. Já se cultivamos pensamentos ruins, atrairemos somente discórdias, tristezas, indisposições, além de pessoas ruins. Além, não posso deixar de falar, que também nos acarreta doenças psicossomáticas (aquelas criadas pela nossa mente). Primeiro a doença surge em nossa mente e depois no corpo físico.

VEJAMOS BEM: Todos nós temos problemas e, buscamos a solução mágica para os mesmos, só não podemos esquecer que são os nossos problemas que nos fazem evoluir. Às vezes podemos até pensar que nossos problemas e sofrimentos são punição de Deus. Ora, Deus não nos pune, pois, Ele é infinitamente bom e misericordioso. Os nossos problemas e sofrimentos são provações que Deus se utiliza para nossa evolução moral e espiritual.

 

E como fazer essa reforma íntima?

Primeiro: CONHECER A SI MESMO: a pessoa tem que estar realmente motivada a se conhecer, admitindo seus erros, mesmo que só para si mesmo, mas, precisa ter determinação. Tem que fazer uma autocrítica. Se eu achar que estou sempre com a razão, fica difícil iniciar qualquer processo de transformação.

Se eu pensar que só sinto ódio de fulano porque ele me fez mal, ele me prejudicou, ofendeu-me, enganou-me, traiu-me. Ora, avalie se você, em algum momento de sua vida já não feriu alguém em intensidade menor ou na mesma intensidade com a qual foi ofendido.

Jesus disse: “Atire a primeira pedra quem não tiver pecados”.

Ora, ai está a oportunidade de iniciarmos o processo de nossa reforma íntima. Avaliando quais as circunstâncias em que aquela pessoa se encontrava quando disse algo que me feriu, ou ainda, se algum comportamento que eu tive ou tenho, pode ter motivado aquela reação\atitude.

Segundo: Aprender e aplicar no seu dia a dia, na essência, o maior ensinamento de Jesus: “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo”.  Esse princípio manda que ajamos com o outro, como gostaríamos que agissem conosco. É respeitar os direitos de cada indivíduo, como cada um deseja que respeite os seus, é passar a respeitar a sua família, amigos, as regras impostas para se viver bem em sociedade, perdoar, fazer o bem simplesmente porque isso lhe dá prazer, o faz feliz.

E mais, comecemos nossa reforma íntima dentro de casa: respeitando aqueles que, por excesso de intimidade, achamos que podemos tratar de qualquer forma, com gritos e xingamentos.

Em casa, procure auxiliar mais, ou seja, respeite as regras básicas: sujou – lave, usou – guarde.

Se tiver que acordar seu filho para ir para escola, o faça com carinho, com palavras amáveis, mesmo nos dias que eles insistem em permanecer mais um pouquinho na cama.

Se você precisa de ajuda, peça de forma clara e, não fique jogando indiretas.

Respeite e tenha paciência com os mais velhos, pois, você também ficará velho, lento, e vai querer que tenham paciência com você.

META DA REFORMA ÍNTIMA: é fortalecer sua fé e o amor, a busca incessante do perdão, o cultivo de sentimentos bons.

 

BASE FUNDAMENTAL PARA A REFORMA ÍNTIMA: seguir o maior mandamento de Jesus: ”Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo”.

 

 

Objetivo da reforma íntima

Muitos são os motivos que nos levam à Casa Espírita: Pelo amor, pela dor, convite de alguém, curiosidade.

E o que acontece? Assistimos palestras, recebemos o passe, tomamos água fluidificada e vamos embora. E, estas atitudes poderão se repetir por longo tempo. Mas à medida que vamos estudando e compreendendo melhor os ensinamentos espíritas, sentimos que necessitamos nos integrar mais nas ações de reforma moral da sociedade, e nada melhor para fazermos isso do que iniciando, por nós mesmos, ou seja, que sejamos espíritas na convivência com o mundo, e isso nos leva à nossa reforma moral ou não.

Isso porque, ao começarmos a estudar a doutrina espírita, percebemos que a maioria dos livros fala da importância da reforma íntima, de se renovar nossas atitudes.

 

1. Renovação de atitudes…

Um jovem foi ao médico, queixando-se de dores abdominais. Tendo sido atendido pelo médico, este atencioso, realizou exames, fez entrevistas, e ao final chegou ao diagnóstico: Cirrose hepática, doença do fígado por ingestão de bebida alcoólica. Enfermidade conhecida e facilmente tratável, receitou um tratamento, onde o paciente deveria tomar uma medicação, fazer caminhadas diárias, ao final da caminhada realizar algumas ginásticas. O paciente saiu satisfeito, pois ver-se-ia livre de suas dores. Ao final de um mês, retornou novamente o paciente ao consultório médico, onde o doutor o atendeu solícito.

Há doutor! O tratamento não deu resultado, pois continuo a sentir dores. O profissional estranhou, pois tinha confiança em seu diagnóstico, mas voltou a examiná-lo.

– O senhor tomou o remédio que lhe receitei? Sim senhor doutor, certinho, três vezes ao dia!

– O senhor fez as caminhadas para melhorar a circulação? Cinco quilômetros todos os dias doutor!

– O senhor fez as ginásticas como recomendado? Uma hora diária após as caminhadas doutor!

– O senhor parou de beber? Não doutor… doutor continua doendo…

A medicina terrena trata das enfermidades do corpo físico, o Espiritismo trata das enfermidades do espírito (estando ele encarnado ou não). O médico nos escuta, analisa, faz exames e nos recomenda um tratamento. A Casa Espírita, nos escuta, analisa, consola, e também nos recomenda mudanças de atitudes; mas esta vai mais além em nosso benefício, pois nos fornece o passe magnético, a água fluidificada e em alguns casos tratamentos de desobsessões.

Mas, assim como no caso do paciente enfermo, se quisermos melhorar, cumpre que façamos a nossa parte, mudando as nossas tendências negativas, ou ficaremos indefinidamente tomando remédios, realizando caminhadas, fazendo ginásticas, recebendo passes, tomando água fluidificada…

 

QUE BENEFÍCIO ME TRARÁ A REFORMA ÍNTIMA?

 

Ao cultivarmos pensamentos bons, como a bondade, o amor, a caridade, o carinho, a coragem, a gratidão, estaremos evoluindo moralmente e espiritualmente, pois, esses sentimentos bons são os remédios para todo e qualquer sofrimento, é a chave para atingirmos a paz interior e, consequentemente, a felicidade exterior.

Quando você faz essa mudança dentro de você, tudo a sua volta muda, as pessoas mudam, pois, o mundo começa a mudar a partir de você. Essas mudanças vão se refletir nos nossos relacionamentos familiares, com os colegas de trabalho, com os nossos amigos.

Lapidar os próprios sentimentos é tarefa árdua, por isso é demorado e delicado o processo para se fazer a reforma íntima, necessita-se de muita determinação, paciência, tolerância, desprendimentos, perdão e acima de tudo, AMOR.

 

ORAÇÃO

Senhor, reconheço a importância de empenhar-me em fazer a minha reforma íntima, buscando a cada dia, ser uma pessoa melhor que no dia anterior. Senhor, sei ainda que, deverei ao final de cada dia, ao término de cada ação, ao concluir cada comentário, que eu saiba me calar e refletir sobre o que eu disse, sobre o que pensei, sobre o que fiz. Sei que devo continuamente analisar meus pensamentos, palavras e obras, só assim, disciplinarei minha conduta para torná-la uma conduta verdadeiramente espírita, uma conduta verdadeiramente cristã.

Compreendo que tenho a eternidade para evoluir, mas, não quero que isso sirva para amolecer o meu ânimo, mas sim, como estímulo para que eu acelere a marcha, de modo a poder ajudar aqueles que ficaram para trás, praticando, desse modo, a verdadeira caridade cristã.

Que assim seja.

 

 

Heloiza Beth Macedo Delgado

Palestra proferida no Centro Sociedade Allan Kardec de Estudos Espíritas, em Birigui, em 06 de agosto de 2012.

Anúncios
Esse post foi publicado em Artigos e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Reforma Íntima – Parte II

  1. Wilson disse:

    A Reforma Moral

    1)O Espirito humano se reencarna no plano terreno é para crescer moralmente e espiritualmente, pela pratica sincera do Bem e das Virtudes, estamos no plano da Matéria é para VENCER as influencias negativas da matéria e edificar valores morais superiores, como, a Caridade, a Honestidade, a Fraternidade, o Respeito, a Educação, o Amor, a Elevação dos pensamentos e a purificação dos sentimentos, o nosso Dever é buscar a Luz e repudiar a escuridão.
    Nenhum Espirito se reencarna no mundo terra, para praticar o mal, não existe predestinação para o crime, para o fracasso, para a derrota, para os vícios, para a imoralidade, para a hipocrisia, o mal não é obra do Destino e nem obra de Deus, o mal é obra das nossas imperfeições morais é por isso que devemos combater gradativamente as nossas imperfeições morais, para podermos Evoluir e crescer espiritualmente, ninguém conseguira evoluir enquanto não travar uma LUTA seria contra as suas impurezas morais, cada sujeira moral é uma trava para nossa Evolução.
    As impurezas morais ou imperfeições morais não estão na matéria corporal e sim em nosso Espírito que é o ser pensante, portanto, a nossa Luta é espiritual, cada vitoria sobre os maus pensamentos, sobre os maus sentimentos, sobre os vícios, sobre os maus hábitos, é uma LIBERTAÇÃO espiritual e um impulso para nossa Evolução.
    Estamos no plano terreno é para VENCER e não ser vencidos pelas nossas imperfeições morais e pelas influencias negativas e degradantes da matéria, nó somos filhos de Deus o Grande Foco de Luz, e o Criador não cria nenhum Espírito para ser fraco, derrotado, mimado, malandro, picareta, viciado, fracassado, não existe fatalidades morais na vida do Espírito, somos nós mesmos que criamos nosso Céu ou inferno, pelo uso do livre arbítrio.
    Se nós somos filhos da Grande Luz, nós temos a luz dentro de nós, nós somos Luz, estamos na Luz e vivemos na Luz e buscamos a Luz, portanto, ninguém se reencarna no plano material para viver na escuridão ou para praticar a escuridão.
    Cada imperfeição moral que eu procuro Vencer é um impulso para nosso crescimento espiritual, estamos em processo evolutivo e nós somos filhos de Deus, portanto, nós podemos e devemos lutar contra essas imperfeições morais e espirituais.

    Nenhum espírito é levado fatalmente para o bem ou para o mal, somos LIVRES moralmente para praticar o Bem ou o mal, nós temos o Livre arbítrio que é a liberdade que eu tenho para pensar, sentir e agir, eu posso pelo uso do Livre arbítrio escolher os caminhos da minha Evolução, ser fraco, derrotado, mimado, maldoso, desonesto, fracassado, picareta, viciado quem escolhe sou eu, isso não é obra do Destino e nem vontade de Deus, isso é obra das minhas imperfeições morais e das minhas fraquezas espirituais. Se eu procuro ser bom, correto, honesto, cordial, educado, trabalhador, digno, sem vícios e sem maus desejos é por que eu ESCOLHI esse caminho, eu edifiquei essa Luz em minha vida.
    Portanto, somos nós que criamos nosso Céu ou inferno, conforme, o uso do Livre arbítrio.
    A Reforma intima ou Reforma Moral é um processo de LUTA espiritual que devemos desenvolver gradativamente, não podemos criar desculpas ou criar justificativas para nossas imperfeições morais, por que, elas não foram criadas por Deus e sim por nós mesmos, se nós criamos esse LIXO quem deve LIMPAR esse lixo é nós e não Deus.
    Deus nos deu o Livre arbítrio para nós mesmos edificar nossa Evolução, nós somos filhos das nossas Obras, cada pensamento no Bem, cada sentimento nobre, cada atitude de amor e caridade é um avanço espiritual para o Cristo ( as Virtudes Superiores)

    2) Deus não criou as nossas imperfeições morais e os nossos vícios
    Deus não criou o sofrimento, nem o crime e nem as guerras
    Deus não criou a miséria, as favelas e a má distribuição de renda
    Deus não criou a imoralidade, a corrupção, o egoísmo
    Deus não criou o racismo, a maldade contra os animais e as injustiças
    Deus não criou o ódio, nem a raiva, nem a ira, nem a cólera
    Deus não criou a escuridão moral
    Essa sujeira não é de Deus essa sujeira é minha, somente minha, toda minha.
    Deus criou a VIRTUDE e o homem criou o vicio
    Pense nisso, mais cuidado não fique só pensando, devemos antes de tudo PRATICAR as Virtudes de Deus.
    Se eu sou filho de Deus, Deus me criou para que?
    Para ser fraco, derrotado, fracassado, viciado, imoral, delinqüente, bandido, claro que NÃO.
    Deus te criou para ser VITORIOSO pleno de Luz e Virtudes
    E o nosso Dever é glorificar as Virtudes de Deus dentro de nós, praticando, praticando, praticando e praticando.
    A Reforma Intima ou a Reforma moral se processa de forma gradativa, no qual vamos lentamente combatendo as nossas imperfeições morais, exemplos, vencer o vicio do cigarro é uma libertação espiritual, vencer o vicio da bebida, vencer o vicio da gula, vencer o vicio do jogo, são conquistas morais para nosso crescimento espiritual, outro exemplo, vencer os sentimentos negativos de ódio, raiva, inveja, egoísmo, falsidade, desonestidade, racismo, ciúmes, são conquistas muito importantes para nossa Evolução.
    O Espirito se reencarna no plano terreno é para VENCER as suas imperfeições morais e evoluir, ninguém esta predestinado a ser fraco, derrotado, leviano, fracassado, viciado, malandro, picareta, nada disso existe como fatalidade cega do Destino, temos o Livre arbítrio para escolher o Bem ou o mal, a Virtude ou o vicio, a Luz ou a escuridão.
    Nós construímos o nosso Destino.

    3) Deus não criou as minhas imperfeições morais e são elas que estão travando a minha Evolução espiritual, portanto, cabe a mim somente a mim combater essas imperfeições morais.
    Deus não criou nenhum espírito para o fracasso moral, nós temos o Livre arbítrio que é a LIBERDADE de pensar, sentir e agir, para eu mesmo construir a minha derrota ou a minha Vitoria.
    O céu ou o inferno é uma questão de escolha ou direção.
    Isso tudo se resume em nossa reforma intima ou reforma moral.
    Perguntamos, a minha Reforma Moral é obra do Destino é obra de Deus ou é obra do meu LIVRE ARBÍTRIO.

    4) Na Obsessão se aplica o mesmo raciocínio.
    Perguntamos, a Obsessão é obra do Destino é uma fatalidade, ou é obra das minhas imperfeições morais? Se são as minhas imperfeições morais que atraem pela sintonia vibratória os maus espíritos, a cura esta na minha Reforma Moral.
    Reformando moralmente meus pensamentos, sentimentos e atitudes eu vou elevar o meu Padrão Vibratorio e atrair a assistência dos Espiritos Elevados e Superiores.
    Quem cria a Obsessão não são os espíritos obsessores é a nossa imprudência moral e mental que vai criar um campo de abertura para os espíritos inferiores, perturbadores e obsessores do plano astral se aproximarem.
    Eles se aproveitam das nossas imperfeições morais
    Repetimos, a Obsessão não é obra dos maus espíritos, ela é obra dos nossos pensamentos negativos, sentimentos impuros, vícios, imprudências, maldades, por que, cada um vai receber o Bem ou o mal, conforme as suas OBRAS.

    5)O Verdadeiro Sacrifício.
    Meus amigos o Espírito se reencarna no plano terreno é para VENCER as suas imperfeições morais e evoluir, estamos na matéria é para dominar a matéria e não sermos dominados por ela, a nossa Evolução espiritual é fruto do nosso trabalho e do nosso esforço pessoal na conquista dos Conhecimentos e das Virtudes, temos que brilhar a nossa Luz através das nossas Obras, cada pensamento, cada sentimento, cada palavra e cada atitude devem ser disciplinadas e educadas para iluminação do Espírito.
    Repetimos, os Espíritos se reencarnam no cenário terrestre é para VENCER e não para serem vencidos, cada vitoria representa mais Luz para nosso Espírito, e o espírito precisa sempre de luz para poder evoluir.
    Vencer o vicio do cigarro, vencer o vicio da Bebida, vencer o vicio da gula, vencer o vicio do jogo, vencer o vicio das drogas é se Libertar e evoluir.
    Da mesma forma vencer os sentimentos negativos da desonestidade, do ódio, da revolta, da vingança, da falsidade, do racismo, da mentira, da preguiça, da raiva, do ciúme, é vencer a si mesmo.
    Precisamos Vencer a matéria, precisamos vencer as nossas imperfeições morais, para podermos evoluir para planos superiores.
    O sofrimento, a dor, a provação, são provas para exercitar a nossa inteligência, o nosso raciocínio e a nossa força de vontade, resignação não pode ser confundida com CONFORMAÇÃO ou conformismo, isso é fracassar diante das provas, estamos no plano material é para ser espiritualizar e não se materializar, se espiritualizar vencendo as provações, exemplo, quem nasce na pobreza é para vencer a pobreza, quem nasce num ambiente vicioso é para vencer os vícios, quem nasce num ambiente imoral é para vencer a imoralidade, quem nasce na escuridão é para vencer a escuridão, as provas reencarnatorias existem para favorecerem o desenvolvimento das virtudes, portanto, o nosso Dever é vencer as provações.
    Ficar de braços cruzados na conformação do sofrimento e das dificuldades é perder o jogo sem ter jogado, meus amigos a vida reclama a cada momento, ação, trabalho, luta, esforço pessoal e raciocínio, não existe milagres no processo evolutivo, cada Espírito terá que conquistar a sua própria evolução, mediante o seu esforço pessoal e sua luta edificante na iluminação da própria consciência, reclamar, se lamentar, chorar, gritar e xingar é se enfraquecer , busquemos a força dentro de nós mesmos, por que, Deus não criou nenhum Espírito para ser fraco, derrotado, fracassado, temos todas as possibilidades mentais e morais para vencer nossas provações.

    O Mestre Jesus disse, tudo é possível para aquele que crer.
    Se eu creio que posso vencer o vicio do cigarro eu vou vencer.
    Se eu creio que posso vencer o vicio da bebida eu vou vencer
    Se eu creio que posso vencer os vícios da gula, do jogo e das drogas eu vou vencer.
    Se eu creio que posso vencer os maus pensamentos e os maus desejos eu vou vencer.
    Se eu creio que posso vencer os maus hábitos eu vou vencer.
    Se eu creio que posso vencer o egoísmo, a desonestidade, a mentira, o ódio, a preguiça, a raiva, a falsidade eu vou vencer.
    Perguntamos, Deus te colocou no mundo terra ou plano material é para Vencer ou para perder???
    Procure meditar muito nisso.
    Cada pessoa através dos seus pensamentos, sentimentos e atitudes vai construir vitorias ou derrotas em sua evolução, se eu tenho o livre arbítrio para agir, sou eu mesmo que vou edificar o meu Destino.
    Nos casos de perturbações espirituais e obsessões, temos que entender que a causa ou a raiz das obsessões espirituais não esta nos espíritos inferiores, perturbadores e obsessores do plano astral.
    A Causa ou a Raiz esta nas nossas imperfeições morais
    Os maus espíritos vão somente aproveitar essas fraquezas morais, os pensamentos negativos, os sentimentos impuros, os vícios, os maus desejos, os maus hábitos são portas abertas para os espíritos obsessores e perturbadores entrarem em nossa mente.
    Nós temos o Livre arbítrio para resistir ou ceder as influencias espirituais, ninguém é vitima de obsessores, nós somos vitimas das nossas imperfeições morais, por que, são elas que vão atrair pela sintonia vibratória os espíritos desencarnados maldosos, vingativos e obsessores, tudo é uma questão de Sintonia.
    O Bem tem sintonia com o Bem
    O mal tem sintonia com o mal

Deixe-nos sua opinião, pois é muito importante para nós!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s