O aproveitamento anímico nas comunicações mediúnicas

PERGUNTA: — Sob vossa opinião, como encarais o problema angustioso de todo médium em desenvolvimento, qual seja o animismo?

RAMATIS: — Naturalmente não pretendemos endossar os abusos de imaginação, os exotismos e as excentricidades dos médiuns avessos ao estudo; presunçosos, interesseiros ou exibicionistas.
Reconhecemos, no entanto, a interferência ou associação de idéias no médium consciente, porque no seu esforço para lograr a passividade no transe, ele toma o conteúdo de sua alma como sendo manifestação alheia. Nem todos abusam do animismo sob propósitos condenáveis ou para fins vaidosos, por cujo motivo não aconselhamos a desistência do desenvolvimento mediúnico, só porque a interferência do médium perturba a transparência cristalina das comunicações dos espíritos desencarnados.
Se o virtuosismo do músico tem início no solfejo da singela escala musical “dó-ré-mi”, a eloqüência do orador requer fundamento do “a b c” e o estro do poeta firma sua principal base no balbuciar da palavra infantil, certamente que o êxito mediúnico também se apóia inicialmente nos percalços do animismo.

Continuar lendo “O aproveitamento anímico nas comunicações mediúnicas”

Como atuam os Médicos Espirituais?

Quais os principais métodos usados na Espiritualidade para o tratamento das lesões do corpo espiritual?

– Na Espiritualidade, os servidores da medicina penetram, com mais segurança, na história do enfermo para estudar, com o êxito possível, os mecanismos da doença que lhe são particulares.Aí, os exames nos tecidos psicossomáticos com aparelhos de precisão, correspondendo às inspeções instrumentais e laboratoriais em voga na Terra, podem ser enriquecidos com a ficha cármica do paciente, a qual determina quanto à reversibilidade ou irreversibilidade da moléstia, antes de nova reencarnação, motivo por que numerosos doentes são tratáveis, mas somente curáveis mediante longas ou curtas internações no campo físico, a fim de que as causas profundas do mal sejam extirpadas da mente pelo contato direto com as lutas em que se configuraram.

Curial, portanto, é que o médico espiritual se utilize ainda, de certa maneira, da medicação que vos é conhecida, no socorro aos desencarnados em sofrimento, porque, mesmo no mundo, todo remédio da farmacopéia humana, até certo ponto, é projeção de elementos quimio-elétricos sobre agregações celulares, estimulando-lhes as funções ou corrigindo-as, segundo as disposições do desequilíbrio em que a enfermidade se expresse.

Continuar lendo “Como atuam os Médicos Espirituais?”

Medicina dos Espíritos – Cirurgia Espiritual

A cura espiritual é um tema que a cada dia vem sendo mais abordado, saindo dos paradigmas que sempre a cercaram desde o início dos tempos, vem ganhando grande notoriedade no meio médico e científico, sendo até mesmo estudada e comprovada por pesquisadores respeitados e renomadas instituições de pesquisas como a USP.

Quando falamos em cura espiritual devemos antes de tudo esclarecer alguns pontos importantes. Recordemos que o corpo físico do qual estamos agora é habitado por um espírito ou “alma”, e esse ultimo é o que consideramos ser a inteligência de um indivíduo, onde estão todas as informações, sendo o corpo somente um aparato onde o espírito possa se manifestar e realizar suas tarefas físicas na terra.

Portanto temos além dessa divisão uma mais importante, as doenças podem se manifestar tanto no espírito como no corpo, ou um sobre o outro. Existe um grande complexo energético envolvido ao corpo físico dos quais formam centros de energias, são os conhecidos chakras, cada um com sua função e localização específica.

Continuar lendo “Medicina dos Espíritos – Cirurgia Espiritual”

A cura do câncer

PERGUNTA: Em face de os espíritos de vossa esfera conhecerem a origem do câncer da maioria da humanidade, supomos que eles também saberão qual o meio mais eficiente para se curar esse flagelo; não é assim?

RAMATIS: Embora a humanidade terrena considere o câncer como um flagelo terrível, a Técnica Sideral só o tem na conta de um efeito especial, no processo de expurgação do tipo de tóxico aderido ao perispírito e que se elabora principalmente pelos atos que trazem prejuízos ao próximo. Convém refletirdes que, quando o médico opta pela cauterização de qualquer ferida maligna, não o faz para atormentar o seu paciente, mas apenas lança mão do recurso drástico mais eficiente e que no momento pode curá-lo da infecção perigosa.Continuar lendo “A cura do câncer”

Quando você morrer, não se preocupe

QUANDO VOCÊ MORRER, NÃO SE PREOCUPE

Não se preocupe com o seu corpo porque os seus parentes, cuidarão do que for necessário.

Eles:

Vão tirar suas roupas.
Vão te lavar.
Vão te vestir.
Vão te tirar da sua casa.
Vão te levar para a sua nova morada…

Muitos virão se “despedir” de você no seu funeral. Alguns cancelarão seus compromissos e até faltarão ao trabalho e compromissos por causa do seu enterro.
Embora a maioria deles nunca o tenha feito enquanto estavas em vida.

Continuar lendo “Quando você morrer, não se preocupe”

Doenças do corpo e do espírito

Para a Doutrina Espírita há três gêneros de doenças, a saber:

Doenças Cármicas
São as congênitas e as hereditárias, resultantes dos desequilíbrios que tivemos em vidas passadas.

As doenças espirituais são aquelas provenientes de nossas vibrações. O acúmulo de energias nocivas em nosso perispírito gera a auto-intoxicação fluídica. Quando estas energias descem para o organismo físico, criam um campo energético propício para a instalação de doenças que afetam todos os órgãos vitais, como coração, fígado, pulmões, estômago etc, arrastando um corolário de sofrimentos.

As energias nocivas que provocam as doenças espirituais podem ser oriundas de reencarnações anteriores, que se mantém no perispírito enfermo enquanto não são drenadas. Em cada reencarnação, já ao nascer ou até mesmo na vida intra-uterina, podemos trazer os efeitos das energias nocivas presentes em nosso perispírito, que se agravam à medida que acumulamos mais energia negativa na reencarnação atual. Enquanto persistirem as energias nocivas no perispírito, a cura não se completará.

Continuar lendo “Doenças do corpo e do espírito”

Possessão na Visão Espírita

 

 

 

 

 

 

 

 

Apesar de naturalmente compreensível para os estudiosos do Espiritismo, pode parecer estranho àqueles que não se aprofundaram adequadamente no tema as seguintes afirmações: Possessão é um fenômeno possível e este não é, invariavelmente, uma obsessão.

Este entendimento requer uma consulta criteriosa à Codificação, pois trata-se de assunto que o próprio Kardec revisitou durante sua obra e num ato de verdadeira humildade desenvolveu-o, complementando o sentido que aparentemente havia firmado desde 1857 n’O Livro dos Espíritos (LE). Somente a partir de 1863, na Revista Espírita, o Codificador revê o conceito de possessão, admitindo a sua existência não mais como subjugação, mas em seu sentido exato. Sobre o caso verificado da Srta. Julie (RE – Dez/1863), Kardec expressa-se da seguinte maneira:

“Temos dito que não havia possessos (ver LE-473, por exemplo) no sentido vulgar do vocábulo, mas somente subjugados. Voltamos a esta asserção absoluta porque agora nos é demonstrado que pode haver verdadeira possessão, isto é, substituição, posto que parcial, de um Espírito errante a um encarnado.”

Continuar lendo “Possessão na Visão Espírita”

Preces: Podemos orar aos Espíritos?

As Preces, em sua grande maioria, são agradecimentos ou pedidos de auxílio a Deus. Porém, não é incomum, tão pouco errado, orar aos bons Espíritos. Nossos pensamentos são os transmissores de nossas orações e por meio deles o Espíritos captam a nossa comunicação com o Divino.

É de certo que os bons Espíritos não podem interferir em nossa encarnação e apenas nos auxiliaram conforme os desígnios superiores respeitando o seu grau de elevação.

Continuar lendo “Preces: Podemos orar aos Espíritos?”

Cirurgias Espirituais com Dr Fritz e Dr Ludwig

Cirurgias Espirituais com o espírito Dr. Ludwig.

O atendimento é TOTALMENTE GRATUITO e será realizado POR ORDEM DE CHEGADA, com distribuição de SENHAS, a exceção é para crianças até 5 anos e pessoas impossibilitadas (por motivos de doença grave) de permanecerem no local por longo tempo.


As Cirurgias Espirituais são realizadas mensalmente, no primeiro Domingo de cada mês de duas formas:

Presencial:
Com recepção aos pacientes iniciada a partir das 7h com distribuição de senhas por ordem de chegada, as Cirurgias Espirituais iniciam as 8h, juntamente com Palestras Espíritas.

A Distância:
Para as pessoas impossibilitadas de estarem presentes no dia da Cirurgia Espiritual, podem solicitar o atendimento a distância pelo nosso site: www.companheirosdaluz.com.br.
Também podem realizar a solicitação por nossa página no facebook: www.facebook.com/companheirosdaluz

Continuar lendo “Cirurgias Espirituais com Dr Fritz e Dr Ludwig”

Adão e Eva na visão do Espiritismo

De acordo com a Gênesis (O primeiro Livro Bíblico), o mundo, os animais e o homem foram criados diretamente por Deus, durante uma semana (7 dias). Essa afirmação é de 3 mil anos atrás, época em que o homem não tinha os conhecimentos científicos de hoje. Por isso é óbvio que não podemos analisar a Bíblia em seu sentido literal, sob pena de cairmos na infantilidade como a de achar que Deus tinha moldado Adão da argila, soprando-lhe a vida e que uma de suas costelas, foi a matéria-prima para o nascimento de Eva.

Sabemos hoje que a vida apareceu há mais ou menos 3,5 bilhões de anos, portanto, um bilhão de anos após o início da formação da terra. Afirma-se que ela (a vida), tenha surgido na água sob forma de seres minúsculos extremamente simples. Estes seres deram origem às células, depois as plantas e os animais invertebrados que habitavam o mar.

Mais tarde do mar, a vida se fixou sobre a Terra firme e depois no ar.

Continuar lendo “Adão e Eva na visão do Espiritismo”

Explicações espíritas para a Depressão

A variação de humor ocorre em função de: pressões ambientais, problema de saúde, influências espirituais, o peso do passado e  saudades do Além.  

Vamos explicar cada uma: 

1º – Pressões ambientais: é causado por desilusão sentimental, problemas familiares, perda do emprego ou seja, são pessoas plenamente realizadas no terreno afetivo, da saúde, social e profissional que, não obstante, experimenta períodos de angústia. Aqui confunde-se muito tristeza, desilusão, preocupação com depressão.

Continuar lendo “Explicações espíritas para a Depressão”

O Câncer na Visão Espírita

Desde tempos imemoriáveis, a melhor medicina sempre foi a preventiva. O grande alquimista Paracelso insistia: “Não se deve tratar a doença; deve-se tratar a saúde”. Podemos dizer que, o melhor meio para não se apanhar uma doença, consiste em se manter saudável. Ou seja, proteger o sistema imunológico, de forma a bloquear qualquer germe ou vírus que tentar invadir nosso organismo. Pode-se pensar que seja fácil atingir tal objetivo, através de uma boa dieta, escolhendo alimentos de baixo valor de colesterol, reduzindo o consumo de carne, abstendo-se de consumir açúcar, realizando exercícios físicos, enfim, submetendo-se a tudo aquilo que uma propaganda insistente nos propõe. Mas como explicar, nesse caso, o elevadíssimo número de pessoas que seguiram rigorosamente tais instruções, julgando estar assim protegidas contra os perigos das doenças para um dia, descobrir que seu organismo estava sendo minado pelo câncer?

André Luiz conta, através da psicografia de Chico Xavier que um Espírito ao preparava-se para reencarnar, pediu para seu novo corpo físico uma úlcera que apareceria em sua madureza física e que não deveria encontrar cura até sua desencarnação, para que ele pudesse ressarcir um assassinato que cometeu ao esfaquear um homem (que estava na sua madureza física) na região do estômago. Como vemos, mesmo que este Espírito cuide de sua saúde durante toda sua juventude, não fugirá da úlcera “moral” que “ele pediu”.

Continuar lendo “O Câncer na Visão Espírita”

Gêmeos Siameses em uma visão Espírita

Por: Márcia Pocciulo

Os gêmeos siameses, assim chamados popularmente, são gêmeos idênticos que nascem ligados por um segmento físico, compartilhando alguns órgãos. A medicina oficial os denomina “gêmeos xifópagos”, porque os primeiros casos estudados no passado foram de gêmeos ligados pelo tórax, onde se situa o xifóide, um apêndice do osso esterno, que faz as ligações entre as costelas. Atualmente, embora se estudem casos de ligações com compartilhamento dos mais variados órgãos, ainda permanece essa nomenclatura.

Continuar lendo “Gêmeos Siameses em uma visão Espírita”

O que acontece quando você entra em um Centro Espírita?

 

Quando você entra em um centro espírita, você não se torna médium. A não ser que você já tenha nascido com o corpo físico preparado para isso, você não começa a ver ou a ouvir os Espíritos.

Quando você entra em um centro espírita, não existe nenhuma espécie de recado dos Espíritos Superiores direcionado exclusivamente a você. Tampouco seus familiares desencarnados te enviarão cartas dizendo o que você deve ou não fazer da vida.

Quando você entra em um centro em espírita, as pessoas não vão te contar quem você foi ou fez em suas vidas passadas. Se essas informações fossem necessárias você se lembraria por conta própria. Basta saber que você colhe hoje aquilo que plantou em outras existências até para que você passe a semear com mais sabedoria e amor no seu dia de hoje.

Continuar lendo “O que acontece quando você entra em um Centro Espírita?”

Por que ocorrem tragédias coletivas?

tragedias-coletivas

De vez em quando ocorrem grandes tragédias coletivas e é nessas horas que perguntamos: por que acontece esse tipo de coisa? Qual a finalidade desses acidentes que causam a morte conjunta de várias pessoas? Como a Justiça Divina pode ser percebida nessas situações? Por que algumas pessoas escapam?

Claro que sabemos que Deus não nos julga e nem nos castiga.

Fatalidade, destino, azar são palavras que não combinam com a Doutrina Espírita, da mesma forma que a sorte daqueles que escapam desse tipo de situação, sempre há os relatos daqueles que desejavam estar no local da tragédia e não conseguiram; daqueles que estavam no cenário e não sofreram nada além do susto; e tantos outros.

Então, para a Doutrina Espírita, como se explicam casos como esse? A resposta está no resgate coletivo, conceito que envolve a correção de rumo de um grupo de Espíritos que em alguma outra encarnação cometeu atos semelhantes – e muitas vezes em conjunto – de descumprimento da lei divina e que, portanto, para individualmente terem a consciência tranquilizada  precisam sanar o débito. Toda a problemática, nesse caso, está no trabalho dos mentores na reunião desses Espíritos de modo a que juntos possam se reajustar frente à Lei Divina.

Pergunta-se às vezes o que se deve pensar das mortes prematuras, das mortes acidentais, das catástrofes que, de um golpe, destroem numerosas existências humanas. Como conciliar esses fatos com a ideia de plano, de providência, de harmonia universal?

Quem nos explica sobre esta questão é Leon Denis, o sucessor de Allan Kardec, em seu livro: O problema do Ser do Destino e da Dor, primeira parte, item X – a Morte:

“As existências interrompidas prematuramente por causa de acidentes chegaram ao seu termo previsto. São em geral, complementares de existências anteriores, truncadas por causa de abusos ou excessos. Quando, em consequências de hábitos desregrados, se gastaram os recursos vitais antes da hora marcada pela natureza. Tem-se de voltar a perfazer, numa existência mais curta, o lapso de tempo que a existência precedente devia ter normalmente preenchido. Sucede que os seres humanos, que devem dar essa reparação, se reúnem num ponto pela força do destino, para sofrerem, numa morte trágica, as consequências de atos que têm relação com o passado anterior ao nascimento. Daí, as mortes coletivas, as catástrofes que lançam no mundo um aviso. Aqueles que assim partem, acabaram o tempo que tinham de viver e vão preparar-se para existências melhores.”

Continuar lendo “Por que ocorrem tragédias coletivas?”

Encarnação nos Diferentes Mundos

planetas

A seguir vamos estudar perguntas e respostas contidas em “O Livro dos Espíritos” a respeito da encarnação dos espíritos em diferentes mundos. Leia com atenção e aprenda sobre este interessante tema.

172. Nossas diferentes existências corpóreas se passam todas na Terra?
— Não, mas nos diferentes mundos. As deste globo não são as primeiras nem as últimas, mas as mais materiais e distanciadas da perfeição.
173. A cada nova existência corpórea a alma passa de um mundo a outro, ou pode viver muitas vidas num mesmo globo?
—Pode reviver muitas vezes num mesmo globo, se não estiver bastante adiantada para passar a um mundo superior.
173 – a) Podemos então reaparecer muitas vezes na Terra?
— Certamente.

Continuar lendo “Encarnação nos Diferentes Mundos”

Tatuagem lesiona o Perispírito?

tatuagem2

Por: Mariana Garofalo

Há uma polêmica desmedida quando o assunto é tatuagem e espiritismo. O posicionamento espírita sobre este tema, e em qualquer outro, é bastante claro. A Doutrina Espírita nada impõe, não dita regras, não diz o que o indivíduo deve ou não fazer. O espiritismo orienta, traz racionalidade, esclarece e elucida por meio da compreensão.

Não existe nenhuma recomendação nas obras básicas sobre a utilização de tatuagens, porém reconhece-se que o corpo físico é um empréstimo da Divindade e cada Ser é responsável por seu Templo Divino, como é conhecido.

Continuar lendo “Tatuagem lesiona o Perispírito?”

O que é água fluidificada?

agua fluidificada

Por: Edvaldo Kulcheski

A água fluidificada é a água normal, acrescida de fluidos curadores. Em termos de Espiritismo, entende-se por água fluidificada aquela em que fluidos medicamentosos são adicionados à água. É a água magnetizada por fluidos.

Quem faz a fluidificação da água?

Em geral, são os Espíritos desencarnados que, durante as sessões de fluidoterapia, fluidificam a água, mas a água pode ser magnetizada tanto pelos fluidos espirituais quanto pelos fluidos dos homens encarnados, assim como ocorre com os passes, sendo necessário, para isso, da parte do indivíduo que irá realizar a fluidificação, a realização de preces e a imposição das mãos, a fim de direcionar os fluidos para o recipiente em que se encontrar a água.

Como é feita a fluidificação da água?

A água é um dos corpos mais simples e receptivos da Terra. É como que a base pura, em que a medicação Espiritual pode ser impressa. O processo é invisível aos olhos mortais, por isso, a confiança e a fé do paciente são partes essenciais para que tratamento alcance o efeito desejado. A água é um ótimo condutor de força eletro-magnética e absorverá os fluidos sobre ela projetados, conserva-los-á e os transmitirá ao organismo doente, quando ingerida. A água fluidificada expande os átomos físicos, ocasionando a entrada de átomos espirituais, ainda desconhecidos, e que servem para ajudar na cura.

Continuar lendo “O que é água fluidificada?”

A Visão Espírita do aborto

não ao aborto

Por: Mundo Maior

A posição entre aborto e espiritismo é bem definida e não há nenhuma dúvida sobre o erro que é a interrupção arbitrária de uma vida durante a gestação. Allan Kardec perguntou aos espíritos se consiste crime a provocação do aborto. A resposta foi publicada na questão 358 do Livro dos Espíritos: “Há crime sempre que transgredis a lei de Deus. Uma mãe, ou quem quer que seja, cometerá crime sempre que tirar a vida a uma criança antes do seu nascimento, por isso que impede uma alma de passar pelas provas a que serviria de instrumento o corpo que se estava formando“.

Uma resposta mais clara que essa é impossível, mas como sempre acontece em temas polêmicos, as pessoas tentam encontrar alternativas ou brechas para justificar seu comportamento. O aborto seria justificável em caso de fome ou super população na terra, correto? Errado. Eis uma resposta a esse respeito na questão 687: “Não, Deus a isso provê e mantém sempre o equilíbrio. Ele coisa alguma inútil faz. O homem, que apenas vê um canto do quadro da Natureza, não pode julgar da harmonia do conjunto.”
Atualmente no Brasil muito se fala a respeito do aborto em caso de estupro. Embora não haja uma resposta específica sobre o assunto no Livro dos Espíritos, é possível deduzir um entendimento através da interpretação da Doutrina e de outras respostas encontradas na Codificação.

Continuar lendo “A Visão Espírita do aborto”

O estado de coma na visão espírita

573949-Coma-induzido-é-o-termo-leigo-para-sedação.

Pergunta: O que se passa com os espíritos encarnados cujos corpos ficam meses e até mesmo anos, em estado vegetativo (coma)?

Seu estado será de acordo com sua situação mental. Há casos em que o espírito permanece como aprisionado ao corpo, dele não se afastando até que permita receber auxílio dos Benfeitores espirituais. São Pessoas, em geral, muito apegadas à vida material e que não se conformam com a situação.
Em outros casos, os espíritos, apesar de manterem uma ligação com o corpo físico, por intermédio do perispírito, dispõem de uma relativa liberdade. Em muitas ocasiões, pessoas saídas do coma descrevem as paisagens e os contatos com seres que os precederam na passagem para a Vida Espiritual. É comum que após essas experiências elas passem a ver a vida com novos olhos, reavaliando seus valores íntimos.
Em qualquer das circunstâncias, o Plano Espiritual sempre estende seus esforços na tentativa de auxílio. Daí a importância da prece, do equilíbrio, da palavra amiga e fraterna, da transmissão de paz, das conversações edificantes para que haja maiores condições ao trabalho do Bem que se direciona, nessas horas, tanto ao enfermo como aos encarnados (familiares e médicos)

Emmanuel -Chico Xavier
Do livro “Plantão De Respostas

%d blogueiros gostam disto: